Sasol consegue um sócio para sua unidade petroquímica na Louisiana, EUA. É a LyondellBasell.

Compartilhe

A sul-africana Sasol disse hoje (02/10/2020) que a empresa química LyondellBasell concordou  em adquirir uma participação de 50% em uma unidade de seu negócio com base nos EUA por US$ 2 bilhões, ajudando a empresa petroquímica a reduzir seu endividamento. A dívida total da Sasol ficou em US$ 11,35 bilhões no ano até 30 de junho.

 

O complexo da Sasol de Lake Charles na Louisiana, nos EUA, que formará a nova JV entre Sasol e LyondellBasell envolve uma unidade de 1,5 milhão de toneladas/ano de de eteno a partir do etano, bem como unidades de produção de polietileno de baixa densidade (PEBD) e baixa densidade linear (LLDPE), juntamente com a infraestrutura relacionada.

 

Este complexo químico teve problemas desde o seu lançamento em 2014. O investimento projetado aumentou cerca de 50% em relação às estimativas originais, subindo de US$ 8,1 bilhões projetados para US$ 12,9 bilhões, e as evidências de má gestão no projeto levaram à saída de seus co-presidentes executivos.