Motores de plástico podem baixar preço dos carros elétricos.

Compartilhe

Autonomia é chave para o carro elétrico. E o peso do motor é um obstáculo. Aí entra o plástico. Substituir o invólucro de metal que transporta o motor elétrico por um de plástico, pode melhorar ainda mais o desempenho e a autonomia do carro elétrico. Quem diz isto? O Instituto Fraunhofer de Tecnologia Química da Alemanha, em colaboração com o Instituto de Tecnologia de Karlsruhe, também da Alemanha.

 

Além de serem mais leves, as carcaças de plástico permitem aproveitar 98% da energia gerada por um motor elétrico. Na carcaça de metal, 10% desta energia é perdida devido a perdas de calor, e embora os motores dos carros elétricos já sejam muito eficientes, desta forma seria possível torná-los quase 100% eficientes. Mais uma vantagem para o plástico.

 

 

E mais. O Instituto Fraunhofer quer também reduzir o peso do motor elétrico. Como fazer isto? Desenvolver um novo motor elétrico feito de materiais poliméricos (plásticos) que não só reduz o peso como também reafirma o conceito de refrigeração, aumentando ainda mais a eficiência do motor elétrico. Ou seja: mais plástico. A ideia é usar polímeros como material para a carcaça do motor e aumentar significativamente sua potência, com design compacto, e altos níveis de eficiência.