IHS Markit: déficit de etanol na China.

Compartilhe

Análise de William Chen , diretor associado da IHS Markit, mostra que na China com um mínimo de 10% de mistura de etanol (E10) no pool de gasolina, que significaria 3,4 milhões de barris por dia (MMb / dia) em 2020, o país vai precisar de 15 milhões de toneladas de etanol por ano. Esse total é quase sete vezes o volume consumido hoje.

 

É pouco provável que a China estimule o desenvolvimento da capacidade de produção de etanol a partir de combustíveis fósseis, como gás de síntese, gás de coqueria ou etanol de carvão, ou até mesmo etanol à base de gás natural. Já a produção atual de milho é suficiente para sustentar a produção de etanol para o uso nacional de E10 (que requer mais de 15 milhões de toneladas por ano) por cerca de cinco anos. Mas vai demorar e ser um processo lento.

 

 

A necessidade de criar demanda para a produção agrícola básica protegerá os interesses dos agricultores em casa. Essa demanda poderia ajudar a diminuir a disparidade cada vez maior entre ricos e pobres, bem como as populações urbanas e rurais.

 

Quer saber mais? Entre em contato com William Chen (https://www.linkedin.com/in/yanyu-he-8904701/)