Houston Chronicle: os EUA terão maior capacidade para exportar petróleo. Pelo Texas.

Compartilhe

Começou a corrida para construir o primeiro terminal offshore de exportação de petróleo no Texas e que poderá acomodar os maiores navios petroleiros do mundo. Um terminal offshore evitaria o tráfego portuário e flutuaria em águas profundas. Os terminais em Corpus Christi e no Houston Ship Channel são os canais de exportação de petróleo no Texas, desde que o Congresso Americano retirou a proibição de exportação de petróleo do País no final de 2015.

 

O Porto de Corpus Christi e as empresas ao longo do Houston Ship Channel, ambos no Texas, estão expandindo seus terminais para lidar com o crescente fluxo de petróleo na região. Mas esses portos não são capazes de lidar com os maiores petroleiros, conhecidos como transportadores de petróleo muito grandes, os VLCCs  (very large crude carriers) em inglês. Apesar dos investimentos contínuos de dragagem, os canais nos portos do Texas não são suficientemente profundos para que os VLCCs deixem os portos cheios de capacidade. Eles só podem encher parcialmente seus tanques nos portos do Texas e, em seguida, receber os volumes restantes de petróleo de outro navio em águas mais profundas. É um processo mais demorado e caro. Com o investimento em um terminal offshore não seria mais necessário estes transbordos. Ou seja, mais competitividade nas exportações de petróleo da região.

 

Segundo o jornal  americano Houston Chronicle a trading global de commodities Trafigura Group (www.trafigura.com) anunciará em breve que planeja implementar o “Texas Gulf Terminals Project” no Golfo do México, na costa de Corpus Christi. A trading suíça de commodities não é estranha às exportações de petróleo dos EUA. No início de 2016, a Trafigura fretou o navio para o primeiro embarque de exportação de petróleo dos EUA para a Europa em mais de 40 anos. Agora quer construir o primeiro terminal offshore no Texas. O único terminal offshore que opera no Golfo do México é o Porto de Petróleo Offshore da Louisiana, chamado LOOP. Esse terminal já tem 37 anos e foi construído para importações de petróleo dos EUA e só agora está realizando testes com exportação.

 

Não podemos esquecer que os EUA já exportam quase 2 milhões de barris diários de petróleo e algumas consultorias acreditam esses volumes cresçam para quase 5 milhões de barris por dia até 2022. A Trafigura disse que seu projeto exportará cerca de 400 mil barris de petróleo por dia. Semanas atrás, a empresa de energia de Houston, a Enterprise Products Partners (www.enterpriseproducts.com), anunciou que também planeja construir um terminal de exportação de petróleo offshore ainda maior, ao sul de Galveston, também no Texas. A Enterprise prevê um terminal que poderia carregar 2 milhões de barris de petróleo por dia.