Braskem fecha 2017 com lucro de R$ 4,08 bilhões

Compartilhe

Braskem registra lucro de líquido de R$ 386 milhões no quarto trimestre de 2017, revertendo assim o prejuízo de R$ 2,5 bilhões no mesmo período do ano anterior. Esse resultado deve-se ao aumento no volume de vendas e melhora dos spreads internacionais químicos, de polipropileno nos Estados Unidos e de polietileno no México.

 

No acumulado de 2017, a Braskem apresentou lucro líquido de R$ 4,08 bilhões, ante prejuízo de R$ 411 milhões em 2016 – resultado do pagamento de multa de R$ 3,1 bilhões de um acordo de leniência com autoridades do Brasil, Estados Unidos e Suíça.

 

A receita líquida de vendas, no quarto trimestre, aumentou 4,8% em comparação a anual, para R$12,62 bilhões. No ano foi de R$ 49,26 bilhões, representando um crescimento de 3% em comparação a 2016.

 

Entre outubro e dezembro, o Ebitda foi de R$ 2,95 bilhões avançando 24% ante ao mesmo período do ano anterior. No acumulado do ano, o Ebitda subiu 7% em relação a 2016, para R$ 12,33 bilhões.

 

No mercado brasileiro, o volume de vendas subiu 8% e o de importações 3% no quarto trimestre 2017 em relação ao igual período de 2016.
Em dólares, o Ebitda aumentou em 25% na comparação com o mesmo período do ano anterior. No acumulado do ano, o Ebitda atingiu valor recorde em dólares de US$ 3,9 bilhões – avanço de 17% ao registrado em 2016. Nos Estados Unidos, o spread subiu 4% no quarto trimestre de 2017 ante ao mesmo trimestre de 2016. No México, o avanço foi de 14% na mesma base de comparação.

 

Frente a esse resultado positivo, a Braskem pretende investir R$ 2,87 bilhões em 2018, aumento de 25% em relação aos R$ 2,29 bilhões de 2017.

 

Desse montante, R$ 1,98 bilhão será destinado para o operacional, como manutenção, produtividade eficiência operacional e para a parada programada da planta de Triunfo (RS), a qual está ocorrendo no primeiro trimestre. O restante será direcionado para projetos estratégicos, como a nova fábrica de polipropileno nos Estados Unidos.